… os doces eram em calda, compotas. As frutas eram raladas, cozidas numa calda e guardadas em compoteiras. Até nas festas eram esses os doces servidos, bem antes do surgimento dos docinhos colocados em forminhas de papel.
O mamão verde era um desses, feitos com ou sem coco ralado.
Há algum tempo vinha reparando nos mamoeiros que encontro pelo caminho, nas calçadas. Essa é mais uma das frutas que gosto de mostrar pra vocês, ainda subsistindo nos terrenos baldios e calçadas, mesmo em capitais, como aqui.

Doce de mamão verde:
400 g de mamão verde
200 g de açúcar cristalizado
2 xícaras de água
3 cravos
1 pedaço de canela em pau
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio

Preparo:
Li várias receitas de como preparar esse doce, que nunca foi meu costume fazer. Juntei várias dicas e passo detalhadamente, inclusive o que não deu muito certo, já que a gente aprende com os erros também.
Risque o mamão com a ponta de uma faca. Deixe escorrer o “leite” por 2 horas. Lave bem, descasque, corte ao meio e retire as sementes.
Com um cortador apropriado, tipo mandoline ou similar, corte fatias bem finas. Deixe de molho em bastante água por 24 horas, trocando a água algumas vezes (troquei 4). Escorra e reserve.
Numa panela, ponha bastante água e leve ao fogo até ferver. Acrescente o bicarbonato e as fatias de mamão. Cozinhe por 1 minuto, não mais, apenas para amolecer o suficiente para permitir que sejam enroladas. Escorra, enrole e reserve.
Nota: Deixei aproximadamente 3 minutos e acabou passando do ponto, já que eram bem finas. Consequentemente, não pude aproveitar tudo como rolinhos.
Leve ao fogo o açúcar, a água e as especiarias. Deixe ferver até dissolver o açúcar. Acrescente os rolinhos e deixe cozinhar por 3 ou 4 minutos, até ficar transparente. Se não conseguir cortar tão fininho, haverá necessidade de mais tempo. No meu caso, o cortador tirou fatias finíssimas e 3 minutos foram suficientes.
Obs.: O bicarbonato serve para deixar o mamão verdinho. Conforme pesquisei, deixam-se as fatias de molho por 24 horas para tirar o amargor.

 

Com essa receita participo do desafio Alquimia de Ingredientes, da Ana, que dessa vez nos pede cravo e canela.

Olhe o mamoeiro carregadinho de frutos, encontrado nas minhas andanças pelo bairro.

Flor do mamão macho

Flor do mamão macho, que não dá frutos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pinterest

ATENÇÃO!

Para copiar o post (impressão ou pdf), visualize à esquerda o menu suspenso vertical e clique no ícone da impressora (último).

49 Respostas para “Doce de mamão verde do tempo da vovó…”

  1. Gina eu nunca comieste doce, nem sabia que se fazia. Sua aulinha foi muito interessante.
    E que beleza a árvore carregada de frutas, assim como a flor, belíssima.
    Parabéns pela participação!
    Bjs :)

  2. Gina! Lindo de viver o seu doce.

  3. Gina, antes de mais nada, ficou LINDO, hem?
    Beijocas!

  4. Excelente e linda receita!!

  5. ADOREI O POST BEM CRIATIVO ESSE DOCE É MARAVILHOSO!!!

  6. Gina,
    O doce de mamão em compota era o preferido do meu pai. Tanto que ele mesmo sabia fazê-lo, rsrs. Eu sempre quis fazer essa versão em rolinhos, mas por várias razões tenho adiado esse plano; o seu post me deu um novo ânimo.
    Beijinho e, desde já, bom fim de semana.

  7. Gina,
    Que delícia de doce.
    Realmente esses doces em calda eram os que predominavam "nos tempos das vovós" e eram ótimas sobremesas (muitas vezes acompanhadas por queijo fresco).
    Beijo.

  8. Gina, isso me lembra tanto Campo Grande. Era tão gostoso ir na feira e comprar este doce. Nem imaginava como fazia, mas adorei.
    Me trouxe ótimas lembranças…
    Bjs

  9. Eu sou vovó pela idade, e até hoje faço os doce cazeiro. Abraços

  10. Mamão verde? Não sabia que era possivel comer mamão verde! Ai que curiosidade de provar menina!

    Quanto aos enroladinhos já tinha visto um doce de melancia inteira de fatias assim enroladas. Acho o máximo. Um formato bem original.

    E isso é o que se quer, aqui, pela blogosfera. Originalidade!
    Parabéns Gina, vc conseguiu mais uma vez surpreender-me.
    Beijinho.

  11. Oi Gina, obrigada pela visita ao Cute Bakes. Você acredit que li seu comentário só hoje?? Me desculpe. Adorei seu blog também. Vou dar uma passeada nele com calma. Um beijo, Clau.

  12. Boa tarde.
    Muito bem feito. Doce de mamão verde é uma delícia, realmente.
    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER… deseja um bom feriadão.
    Saudações Educacionais !

  13. Sua participação no alquimia é realmente nostálgica… doce de mamão era o meu preferido na infância, e até hoje continuo gostando dessa maravilha.
    Acho lindo o mamão verde em fatias bem finas e esse caramelo que o açúcar faz.
    Obrigada por participar e parabéns pela receita!

    Bjs

  14. Oi, Gina
    Vc quer matar-me do coração?
    Vá logo deixando de postar desse jeito assim fazendo memória da querida vovó Celina, hein!
    É gostoso demais!!!

    Será o doce de mamão que tanto aprecio ou a lembrança da arca com o pote de cristal que o guardava?
    Bjs e ótimo feriadão aí!

  15. Ai que vontade! Esse docinho eh tudo com uma fatia de queijo minas.Ah, se me lembro dos doces caseiros das festas, adorava!
    Nem sabia que em Curitiba se achava pes de mamao por causa do frio.

    Bjs

  16. adoro doce de mamão verde, incluse até esta na head no meu blog, o seu ficou divino, bjs

  17. Oi Gina, navegando nos blogs de culinária, acabei encontrando o seu.. e não poderia deixar de deixar um comentário sobre essa receita que parece uma delícia e parabenizá-la pelo blog!
    bjos, Mazé

  18. Eu adoro esse doce mas nunca fiz, mas já posso testar com as suas explicações, bjs
    Maura

  19. oi Gina.
    esta deu água na boca.
    e não é dificil de fazer, a uns anos atras eu fazia de figos, de pessegos e de peras, uma delicia,
    agora a balança pede moderação mas que é delicioso isso é.

    beijo

  20. Minha mãe contava que no seu casamento, em 1944, os doces servidos eram desse tipo.

    Vez por outra, volta a moda dos doces de compoteira, servidos em lindos potes de vidro, assim como está o seu.

    Obrigada pela receita com as importantes dicas.

    Beijo

  21. Olá Gina,
    Adorei, fica delicioso vale a pena fazer, não é verdade???

    Que sejamos felizes sempre…
    1000 Beijokinhas

  22. Que capricho, Gina!

    Esse doce é uma delícia, parabéns…
    Bjos,

    Eliane

    receitaserecipestop.blogspot.com

  23. Oi Gina!
    Esta receitinha esta lembrando minha mamãe que adora fazer esses doces assim, ora ralados ora fatiados… enfim em sua casa sempre tem um doce feito com muito amor e carinho. Adorei a receita, tem gosto e cheiro de casa da mamãe.
    Bjs e uma fim de semana!

  24. Cláudia, esse é um doce antigo. Dá pra seguir os passos e não tem erro.

    Monica, Monise, Marina e Eliana, obrigada, meninas!

    Marly, quando você fizer será para lembrar o passado…
    Tenho uma foto de uma coleção de culinária antiga com esses rolinhos e sempre tive vontade de fazer. Finalmente, realizei essa vontade.

    Helô, além desse, gosto muito do doce de abóbora e de banana, sabores que ficam na memória.

    Fla, é tão bom quando as receitas nos trazem boas recordações!

    Amélia, são muito bons esses doces do tempo da vovó. Meu marido e eu adoramos.

    Rute, por isso que é bom ter amigos virtuais. A gente troca informações, dicas, ideias e vamos alegrando nosso dia.

    Clau, seja bem-vinda! obrigada pelo incentivo. Fique à vontade.

    Silvana, esse docinho fez parte da nossa vida, não é?

    Ana, não me diga que era seu doce preferido? Acertei em cheio, então!

    Rô, certamente são os dois! Memórias voltadas para coisas bonitas e sabores de infância.

    Odete, tive essa mesma surpresa ao encontrar mamão por aqui, porque sempre achei o mamão mais adequado à clima quente.

    Angela, você que tem à disposição tantas frutas, não tem dificuldade alguma de fazer doces como esse e matar a vontade.

    Mazé, seja bem-vinda! Grata por deixar esse comentário animador. Volte sempre!

    Maura, não tem dificuldade para fazer e vale a pena.

    Rosan, o segredo é fazer de tudo um pouco, sem exagero.

    Flora, na casa da minha vó e da minha mãe sempre tinha esses doces.

    Miriam e Eliane, docinhos também nos deixam felizes.

    Bete, é verdade. Estou sempre perguntando pra minha mãe como faz esse ou aquele doce dos velhos tempos…

    Beijos a todas!

  25. Gina,

    ficou lindíssimo teu doce de mamão. Eu adoro mamão e amo esse doce, mas sem cravos. Detesto cravo, principalmente em compotas, deixa um sabor de dentista no doce, mas a canela em compensação é tudo de bom. Queria fazer algo para o desafio da Ana mas a mistura cravo e canela não é para mim.

    Bj,

    C.

  26. Gina, que delícia! Tínhamos uma vizinha mineira (da Serra do Cipó,conhece?) que fazia esse doce maravilhoso! Nunca vi como fazia e não me aventurei…mas fica lindo e muito gostoso! Quem sabe agora me atrevo?
    Um beijo e parabéns! Ótimo final de semana!

  27. Bem delicioso.
    Votos de feliz fim de semana ♥

  28. Gina, com certeza voltarei sempre ao teu cantinho!
    Nosso Amazonas tem uma infinidade de peixes de várias espécies, quem já provou não tem como não gostar, sou suspeita em falar por ser amazonense, só mesmo vindo conhecer a nossa terra, com certeza você vai gostar.
    E com respeito ao bolo de fubá, concordo com vc, é o meu preferido também.
    Muito obrigada pela visita, volte sempre!

  29. Gina:
    eu adoro esse doce e por aqui é meio dificil de achar.. só fazendo..acho que voiu ter de fazê-lo, hehe.. obrigada pelas dicas!
    bjim

  30. Fiz este docinho de mamão a pouco tempo, o bichinho lindo mas que da trabalho viu?!
    Beijos

  31. Aqui não temos disso mas ia adorar provar :)

  32. Cláudia, realmente o cravo é mais forte, por isso se usa tão pouco, mas gosto de dentista é ótimo…rs!

    Verena, atreva-se!

    Ana, pra você também!

    Mazé, na sua terra tem muita delícia pra ser experimentada e pra matar a saudade também, já que tambaqui ou pirarucu por aqui não chega.

    Larissa, por nada, sem as dicas a receita não tem graça, não é?

    Naninha, na hora de fatiar, o bichinho rende. São alguns passos, mas vale a pena.

    Ameixa, são tantos sabores que não conhecemos por esse mundo afora!

    Beijos a todas!

  33. Nooosa este era um doce que meu paizinho adorava!!! Ficou de dar água na boca.
    Gina minha querida, obrigada por não me esquecer.
    Bjs
    Fer

  34. Acho tão lindo e tão gostoso este doce, mas nunca tentei fazer. Com todas as suas dicas até me animei em fazer. Quem sabe/
    Beijos
    Patty Martins

  35. Meninas podem fazer este doce. É barbaro. Eu já fiz, aprendi com a minha sogra e o passo-a-paso que a Gina descreveu vale uma aula. É muito delicado também.
    Parabéns, Gina, por lembrar das nossas compotas.

  36. doce de mamao é mesmo uma delicia, mas naõ é precizo tanto tempo de molho, senão perde todas as vitaminas, so na aferventada inicial já é o suficiente para tirar o amargor.

  37. "Anônimo",
    As informações divulgadas aqui são resultados de pesquisas.

  38. Oi, Gina , minha filha Cibeli falou deste doce, busquei achei ,fiz, ofereci e comi muuuuiiito!!!!! Obrigada! 25/12/2011

  39. DOCE QUE NÃO É TÃO DOCE , MAS É O DOCE DE MINHA INFÂNCIA !!! NADA MELHOR QUE COM UM QUEIJINHO FRESCAL , ALÉM DO ROMEU E JULIETA … O DE LARANJA CIDRA FAZ IGUAL !!! BOM DEMAISSSSSSS….. OBRIGADA POR NOS LEMBRAR !!
    BJS

  40. adorei o doce ja comi mamão de varios jeito mas do seu jeito foi o melhor ….
    adorei mesmo e recomendo…
    bjokkkkk

  41. Adoro esse doce!Faço com as fatias abertas, do jeito que vovó Nazira me ensinou.Na terra dela, se chamava doce de mamão “espelho”, talvez pela aparência de lâminas de vidro verde e transparente.Comemos com uma fatia de queijo minas.Vou experimentar a sua receita
    Beijos!

    • Que coisa boa ter você por aqui, Mazinho!!
      Fui ao passado agora com essas suas lembranças. Os doces desse tipo eram chamados de espelhados. Que coisa boa esse tipo de doce e todas memórias afetivas que nos deixaram!
      Bjs.

  42. Olá estou pensando em servir doces em compotas no meu casamento, gostaria de saber sobre a conservação, quanto tempo dura…etc…

  43. P/ TIRAR O LEITE DA CASCA , É SÓ PEGAR ELE LAVAR BEM A CASCA TIRAR A SEMENTE DE DENTRO E COLOCAR NO CONGELADOR NO MÍNIMO 12 HORAS, DEPOIS VC COLOCA ELE DEBAIXO DA TORNEIRA COM A CASCA VIRADA P/ AGUA E PASSA A MÃO QUE SAI TUDO O AMARGO DA CASCA, E VC PODE TIRAR AS TIRAS PARA ENRROLAR C/A CASCA MESMO ELE FICA MAIS BONITO,
    ABRAÇOS

  44. ADOREI O TRUQUE DO BICARBONATO . VOU ENSINAR UM TRUQUE TAMBEM PARA TIRAR O AMORGO DO MAMAO VERDE . COM UMA EXPONJA E SAL DE COZINHA ESFREGUE A CASCA DO MAMAO .

Deixe uma Resposta

(requerido)

(requerido)

Você pode usar essas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

© 2014 NacoZinha - Blog de culinária, gastronomia e flores - Gina Tema Suffusion personalizado por Gina
Pinterest
Email
Print