Arquivos da Categoria: Utilidades e futilidades

Leite condensado caseiro – veja como fazer

Leite condensado caseiro
Leite condensado caseiro é uma alternativa perfeita para quem aprecia doces e deseja empregá-lo, mas não está disponível na sua despensa.
Foi exatamente isso que aconteceu comigo. Queria fazer um pavê e me dei conta que uma marca melhor não tinha no mercado. Preferi voltar sem nenhum.
Mas foi ao colocar em prática a receita, que me lembrei da falta do produto. Isso só adiou por alguns minutos a execução da sobremesa.
O resultado é um leite condensado com uma consistência perfeita e sabor excelente. Uma receita simples, fácil e econômica para substituir o leite condensado industrial.
Continuar lendo

Artesanato feito com conchas – Anchieta (ES)

Centro Cultural Anchieta

Conhecer o artesanato feito com conchas da região capixaba foi o que me motivou a entrar no antigo Hotel Anchieta, de 1940.

Ele foi restaurado e transformado no Centro Cultural Anchieta, uma construção bonita e imponente, bem em frente à praia central.
Acompanhe o interior do edifício, os diversos artesanatos, a retirada das conchas na areia e o bonito portal do Santuário São José de Anchieta. Continuar lendo

Cebola piqué e bouquet garni

Cebola piqué e bouquet garni

Cebola piqué e bouquet garni são técnicas francesas muito utilizadas no preparo de caldos, sopas e molhos.
Servem para aromatizar os pratos.
Extremamente simples no preparo, o importante é ter ervas frescas.
O louro que tenho em casa veio de uma poda radical do loureiro de um vizinho. Eram tantos galhos, que distribuí para várias pessoas.
Para mim, um dos ingredientes mais aromáticos e saborosos!
Com relação ao bouquet garni, os itens tradicionais são tomilho, louro e salsa, mas há algumas variantes, onde se acrescentam manjericão, cebolinha, sálvia e alecrim, por exemplo. Continuar lendo

Como fazer farinha de castanha portuguesa

Como fazer farinha de castanha portuguesa

Como fazer farinha de castanha portuguesa

Não fosse a facilidade que tenho para colher castanhas e a atual safra já ter me rendido mais de 5 kg em apenas 15 dias, certamente não me aventuraria em fazer tantas experiências e receitas variadas com essa semente. Apesar do valor nutritivo, o custo no Brasil geralmente é alto.
Aqui no sul a castanha portuguesa é usada na urbanização, daí o fácil acesso.
No meu quarteirão temos 4 castanheiras, algumas mais jovens, mas todas produzindo.
Algumas receitas pedem a farinha de castanha, não o purê, e encontrá-la não é tão fácil, por isso vale a pena fazê-la. Continuar lendo