Tag Archives: oxicoco

Bruschetta de brie com molho de cranberry

Bruschetta de brie


Bruschetta de brie com molho de cramberry

A bruschetta é extremamente fácil de fazer e dispensa receita, mas faz uma bela entrada. Nesse caso, usei fatias de pão italiano integral e ciabatta, nos quais esfreguei um dente de alho. Numa assadeira, pinguei azeite extravirgem, coloquei as fatias de pão, reguei com um pouquinho de azeite, cobri com uma fatia de brie e levei ao forno a 190° previamente aquecido, por 5 minutos. Acrescentei uma colher de sopa de molho de cranberry (cranberry sauce with port) e deixei mais 5 minutinhos no forno. Sirva imediatamente.
O molho de cranberry pode ser substituído por geleia de frutas vermelhas mescladas, morango, framboesa ou mirtilo. Essas acho que ficam melhores, mas pode ser a geleia da sua preferência.

Flor do oxicoco (cranberry)

oxicoco_flor
Foto: Bernd Haynold-wikipedia.
A Vaccinium macrocarpon é natural da América do Norte.

Semana da panqueca – Maslenitsa

Blinis - panquecas russas

Hoje começa a semana da panqueca na Rússia, uma espécie de carnaval, também conhecida como масленица ou festa da manteiga. A Maslenitsa antecede à quaresma.
Durante quatro meses não há sol na Rússia e a panqueca é o símbolo do sol, consumida quando termina o inverno.
As panquecas são chamadas de blinis e servidas com manteiga, caviar vermelho, creme de leite azedo, mel ou geleia.
A segunda-feira é chamada de “encontro” e as panquecas começam a ser preparadas. Na terça, começam os jogos. Comem-se panquecas, claro! A quarta é chamada Dia do Guloso, a festa dos genros, que visitam as sogras para saborear panquecas. A quinta é chamada de larga, onde vão de casa em casa recebendo gulodices, cantam, dançam e passeiam a cavalo. A sexta é a noite da sogra, quando o genro convida a sogra e serve panquecas. O sábado é o serão das cunhadas, que oferecem panquecas entre si. O domingo é o dia do perdão, onde todos pedem perdão, até para os desconhecidos. Tenho a impressão que pedem perdão por comer tantas panquecas também… rs!
Essas curiosidades aprendi na
II Feira das Etnias, na Universidade Federal do Paraná.
Continuar lendo