A alquimia de criação para pratos salgados não é muito frequente na minha cozinha, mas dessa vez resolvi inventar, porque carne seca com abóbora é uma combinação mais do que perfeita.
Mas antes da receita, quero dizer que recebi um convite do projeto Gastronomia Responsável da Fundação Boticário. O projeto nasceu em Curitiba e convidou chefs para criar pratos que usem um ou mais dos quatro princípios: ingredientes orgânicos, regionais, que não estejam em extinção e receitas sem desperdício.
Dê uma olhada no projeto e vamos aderindo a esses princípios, na medida do possível, porque todos nós temos a ganhar. Conheça, também, os restaurantes que aderiram.
Não sou chef, mas recebi o convite pelo blog e agradeço por isso.

Escondidinho de carne seca, abóbora e queijo coalho:
500 g de carne seca
650 g de abóbora
350 g de batata
2 colheres (sopa) de óleo
1 cebola
1 dente de alho
Sal a gosto
1 colher (sopa) de manteiga
60 ml de leite
50 g de queijo coalho ralado
Pimenta-biquinho

Preparo:
Limpe bem a carne seca e dessalgue bem. Cozinhe na panela de pressão por 20 minutos.
Cozinhe no vapor a abóbora cortada em pedaços e, também, a batata.
Desfie a carne seca. Leve uma panela ao fogo com o óleo e refogue a cebola e o alho, acrescente a carne seca, acerte o sal e deixe alguns minutinhos para incorporar bem o tempero e reserve.
Amasse a abóbora e a batata ainda quentes, adicione a manteiga e o leite e misture bem. Adicione sal a gosto, sempre cuidando com o teor de sal do recheio e também com o queijo coalho da cobertura, que é salgado.
Fiz um ramequim e o restante coloquei num refratário só.
Monte o escondidinho passando uma fina camada de massa ao redor do refratário untado, adicione o recheio e cubra com uma porção mais generosa de massa. Polvilhe o queijo coalho ralado e decore com a pimenta-biquinho.

Leve ao forno preaquecido a 210° até dourar. Deixei aproximadamente 20 minutos e liguei o grill em temperatura máxima por mais alguns minutos, até ficar com a cor desejada. 
A abóbora dá uma cor muito bonita à esse escondidinho, além de sabor, naturalmente!
Essa receita respeita 2 princípios, o de produtos orgânicos e dos que não estão em extinção. Mas, se pensar direitinho, dá pra aproveitar a casca e as sementes de abóbora, eliminando o desperdício.
Flor da pimenta-biquinho

Já tinha mostrado a pimenta, faltava a flor. É a Capsicum chinense, natural do Brasil. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pinterest

ATENÇÃO!

Para copiar o post (impressão ou pdf), visualize à esquerda o menu suspenso vertical e clique no ícone da impressora (último).

21 Respostas para “Escondidinho de carne seca com abóbora no projeto Gastronomia Responsável”

  1. Adoro escondidinho mas como não há carne seca por aqui, faço quase sempre com frango :) O puré costuma ser de mandioca mas gostei da abóbora e batata em conjunto :)

  2. Oi querida Também acho que carne seca com abóbora é uma combinação mais do que perfeita!Belíssimo projeto!Parabéns pela receita.Um abraçoLéia

  3. Que delícia deve ter ficado, a cor está linda, adoro tudo com abóbora, sabe que nunca usei carne sêca? qualquer dia faço este escondidinho.Bjs e Boa Semana

  4. escondinho é tudo de bom..amei essa sua versão com abobora…otima receita..bjus

  5. Parabéns pela iniciativa, nós da Yup que trabalhamos nesse projeto para a Fundação O Boticário ficamos muito felizes.

  6. Deve ser uma delícia, por é que não há carne seca.Bjs

  7. Oi, Gina!Antes de tudo desejo-lhe feliz ano novo.Parabenizo-a pelo convite para participar do projeto. Esse, é um dos blogs mais gostosos que conheço, sempre saio daqui, com água na boca (rs rs).Grande abraçoSocorro Melo

  8. Oi…encontrei seu blog através de umas vizinhas…rsCaaaaaaada coisa boa heim…Só esse escondidinho já me deixou babando…Tenho paixão por abóbora…bjimJanahttp://janainamechi.blogspot.com/

  9. Delicoso e com uma foto linda, assim ficou o seu prato, adorei!!bjsMaura

  10. Que tentação uma cumbuquinha dessas cheia de escondidinho de abóbora com carne seca! Isto pra mim é ‘commfort food’, rsrs.Parabéns pelo convite e por divulgar a idéia!Beijão e boa semana!

  11. que receita deliciosa! fiquei aqui babando ao ver as fotos!
    isso é tão importante, consumir produtos, pensar no meio ambiente e não apenas no paladar e no nosso prazer.
    fora que são ingredientes orgânicos, como deveriam ser todos, sem as porcarias colocadas nas plantas.

    adorei, Gina, muito bacana mesmo a iniciativa.

  12. Ameixa, a carne seca tem um sabor muito especial. É preciso variar e o de mandioca é muito bom também.
    Uma carne seca de boa qualidade tem um preço "salgado", mas vale a pena.

    Léia, achei interessante esse projeto, porque é um movimento que tem ganho força nos últimos anos.

    Vice, não acredto que nunca provou carne seca!! Não sabe o que está perdendo.

    Iliane, receita salgada é contigo, por isso se atrai.

    Yup, foi um prazer participar.

    Conceição, pois é, essa questão da regionalidade é um dos itens da gastronomia responsável.

    Socorro, um ótimo ano pra você também!
    Puxa, grata por esse incentivo!

    Jana, seja bem-vinda!
    Se você gosta de abóbora, experimente esse escondidinho.
    Volte sempre.

    Maura, tenho tentado melhorar nas fotos, mas não sou fotógrafa.

    Marly, bem carinha de Brasil, né?
    Também fiquei satisfeita pelo convite.

    Alexandre, por isso falei que, na medida do possível, deveríamos prezar por esses princípios. Sabemos que a agricultura orgânica ainda encontra resistência no preço acima do poder de consumo de muitos, mas, com o aumento da demanda, isso pode se reverter. Mesmo assim, ainda há muitos moradores de casas em área rural com o privilégio de ter seus alimentos totalmente orgânicos.

    Beijos a todos!

  13. Que chique minha amiga, parabéns pelo convite, e discordo quando voce diz que não é Chef, claro que é!

    Taí a prova, olha que escondidinho mais delicioso!

    Um abraço,
    Bom dia!

  14. Que bacana Gina!
    Eles acertaram na escolha viu, parabéns pelo convite e pela receita!
    Beijos

  15. Isso deve ser bom de um jeito que já estou aguando!
    Gina, estou com uma PILHA de morangas me olhando..
    Nunca fiz carne seca. O marido adora, mas a gente não sabe comprar.. basta comprar? temos que estar atento a alguma coisa? o nosso colesterol permite? Ah! tantas perguntas!! Ontem vi que vendem "carne de sol" no posto de gasolina.. fiquei de olho..
    Quando eu for ao Paraná você me serve de cicerone?:_)))
    http://cafezinhocombiscoito.blogspot.com

  16. que delícia esse escondidinho. gostei de juntar a abóbora e batata. adoro essa pimenta biquinho. aqui em casa não há o que chegue dela.

  17. Oi Gina

    Adoro abóbora e esse escondidinho deve ficar mesmo uma delícia.
    Obrigada por mais essa dica.

    Bjs no coração!

    Nilce

    PS: Saudades de você menina.

  18. Ficou linda a tacinha, muito apelativa a cor dela :-)
    Olha Gina sabe que quando estive no brasil nunca provei essa famosa carne seca :-) tenho que voltar hehe

  19. Oi Gina, que prato mais maravilhoso, de dar água na boca, bjs e otimo 2011,
    Paula

  20. Gostei do nome Gastronomia Responsável. E gostei do escondidinho, mas preferia escondidinho veggie :)
    Boa ideia colocar o escondidinho em doses individuais.
    Visitei o projecto. É bem interessante.
    Beijo responsável, ah ah ah.
    Rute

  21. Gina, passei novamente por aqui para agradecer imensamente por me seguir. Faz até um bom tempo que eu tenho o seu blog na minha lista e estou sempre vendo as suas receitas. Estou agora fazendo uma pequena pausa, mas volto para recomeçar neste ano. Uma excelente semana para vc!!!
    um abraço carinhoso…
    Fabiola, do Brie com Goiabada

Deixe uma Resposta

(requerido)

(requerido)

Você pode usar essas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

© 2014 NacoZinha - Blog de culinária, gastronomia e flores - Gina Tema Suffusion personalizado por Gina
Pinterest
Email
Print